Facebook negocia a liberação de pagamento via WhatsApp para empresas

·1 minuto de leitura
3D printed Whatsapp and Facebook logos and keyboard buttons are placed on a computer motherboard in this illustration taken January 21, 2021. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
3D printed Whatsapp and Facebook logos and keyboard buttons are placed on a computer motherboard in this illustration taken January 21, 2021. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

O Facebook, dono do WhatsApp, reuniu-se com o Banco Central (BC) para negociar a liberação do pagamento via WhatsApp entre pessoas e empresas. Por enquanto, essa possibilidade está restrita à transferência financeira entre usuários.

Leia também:

Na última segunda-feira (17), ocorreram pelo menos três encontros entre representantes dos dois lados. Funcionários do Facebook, das áreas de política, estratégia, produto e pagamento participaram de videoconferências com o Banco Central. Já o presidente global do WhatsApp, William Cathcart, teve uma reunião com Roberto Campos Neto, presidente do BC.

O pagamento por meio do WhatsApp foi barrado no ano passado pelo Banco Central, mesmo com as justificativas do Facebook de que as transações são seguras e necessárias em um momento de pandemia, já que muitos comerciantes usam o aplicativo para vender seus produtos e entrar em contato com os clientes.

Em 2020, durante os primeiros anúncios sobre a possibilidade de pagamento, o WhatsApp declarou que cobraria uma taxa de 3,99% do comerciante a cada transação financeira. Ainda não se sabe se essa proposta está mantida nem se há previsão de liberação desse recurso para transações comerciais.