Facebook removerá campos nos perfis, incluindo opiniões políticas

Facebook removerá campos de informações nos perfis, incluindo opiniões políticas (Foto: Nikolas Kokovlis/NurPhoto via Getty Images)
Facebook removerá campos de informações nos perfis, incluindo opiniões políticas (Foto: Nikolas Kokovlis/NurPhoto via Getty Images)
  • Usuários do Facebook estão sendo notificados pela empresa de que quatro campos de informações serão removidos;

  • Os espaços incluem opiniões religiosas, opiniões políticas, endereços e o campo “Interessado em”, que indica a orientação sexual do usuário;

  • A decisão do Facebook faz parte dos esforços para otimizar sua plataforma.

Usuários do Facebook estão sendo notificados pela empresa de que quatro campos de informações serão removidos dos perfis a partir do próximo mês. Os espaços incluem opiniões religiosas, opiniões políticas, endereços e o campo “Interessado em”, que indica a orientação sexual do usuário. A mudança entrará em vigor em 1º de dezembro.

“Como parte de nossos esforços para tornar o Facebook mais fácil de navegar e usar, estamos removendo um punhado de campos de perfil: Interessado em, Visões Religiosas, Visões Políticas e Endereço”, disse um porta-voz do Facebook em um comunicado.

“Estamos enviando notificações para as pessoas que tiverem esses campos preenchidos, informando que esses campos serão removidos. Essa mudança não afeta a capacidade de ninguém compartilhar essas informações sobre si mesmo em outros lugares no Facebook”, acrescentou.

A mudança foi detectada pela primeira vez pelo consultor de mídia social Matt Navarra , que twittou uma captura de tela do aviso enviado aos usuários que preencheram esses campos. O aviso indica que as outras informações dos usuários permanecerão em seus perfis junto com o restante de seus contatos e informações básicas.

A decisão do Facebook de se livrar desses campos específicos de perfil faz parte de seus esforços para otimizar sua plataforma, que atualmente é composta por vários recursos um tanto desatualizados. Vale a pena notar que os campos de informação que o Facebook está escolhendo remover são aqueles que outras grandes redes sociais não oferecem. Plataformas como Instagram e TikTok têm biografias simples que permitem aos usuários compartilhar um pouco sobre si mesmos sem entrar em detalhes específicos.

A notícia chega quando a Meta demitiu 11.000 trabalhadores , o que representa cerca de 13% de sua força de trabalho na semana passada. As demissões ocorreram em meio a um momento difícil para a Meta, que forneceu uma orientação morna no mês passado em relação aos lucros do quarto trimestre. As demissões marcaram os cortes de empregos mais significativos na história da gigante da tecnologia.