Facebook sugere a funcionários que evitem usar logo da empresa por medo de represálias

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Facebook sugeriu aos seus funcionários nesta segunda-feira (12) que evitem usar roupas com a marca da empresa em público por motivos de segurança, de acordo com o site de notícias The Information. O comunicado vem na esteira da decisão do Facebook de suspender a conta de Donald Trump pelo menos até 20 de janeiro, quando o presidente eleito Joe Biden toma posse, após apoiadores do republicano terem invadido o Congresso americano na semana passada. "À luz dos eventos recentes, e por cautela, a segurança global [da empresa] está encorajando todos a evitar usar ou carregar itens da marca do Facebook neste momento", disse o texto que foi publicado em uma área de trabalho que pode ser acessado pelos cerca de 56 mil funcionários. Além da suspensão de Trump, a empresa começou a remover postagens com referência à campanha "Stop the Steal" (pare o roubo) usada para promover dezenas de comícios que disseminaram denúncias falsas sobre supostas fraudes cometidas por eleitores na eleição presidencial em novembro.