Faculdade privada do Rio passa a receber pets de alunos e visitantes nas unidades de ensino

·2 min de leitura

RIO — E quem disse que PET não pode ir à faculdade? A partir desta quarta-feira, qualquer aluno ou pessoa que quiser buscar alguma informação em qualquer uma das nove unidades da Universidade Candido Mendes no Rio poderá levar seu bichinho junto. A rede de ensino é a primeira do estado a receber o selo Pet Friendly pelo estado do Rio. A divulgação foi feita no início desta manhã, na unidade do Centro.

Com a permissão, as dependências da faculdade terão comidinhas e água espalhadas para os bichinhos, e basta o animal estar com a coleira.

— Eu tenho oito bichinhos, entre gatos e cachorros. Sinto muita dificuldade em não poder levar os mais novos para os lugares, até porque eles estão em fase de adaptação e não podem ficar sozinhos por muito tempo. Eu achei o máximo. Os bichinhos fazem parte da nossa vida, é como um filho — diz a bióloga Michelle Montenegro, de 43 anos, aluna de Direito há 4 anos da universidade, que levou a cadelinha Rufina, de quatro anos, para visitar a faculdade.

Segundo a direção da Candido Mendes, a iniciativa também partiu de um desejo pela acessibilidade. Na unidade do Centro, onde aconteceu a divulgação do evento, há três alunos deficientes visuais que fazem uso da bengala para se locomover.

Pelo olhar de João Chamarelli, presidente do diretório acadêmico da universidade, o selo pode ajudar alunos que desejarem futuramente ir com cães-guias à universidade:

— Já era um desejo nosso. Este ano, inclusive, já adaptamos a faculdade para também ser acessível por meio de pisos táteis e elevador. Vimos também a necessidade de trazer os cães-guias para parte do serviço.

Atualmente, as aulas estão no modelo remoto, mas os serviços administrativos, como vestibular, matrícula e secretaria, já estão em funcionamento e aceitam a circulação dos bichinhos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos