Faetec vence maior feira de ciência da América Latina com equipamento para pessoas com problema motor

O projeto de um equipamento para ajudar na síndrome do pé caído, criado por alunas do 3º ano do ensino médio da Escola Técnica Estadual Henrique Lage, unidade da Faetec no Barreto, foi o grande vencedor do maior evento de tecnologia para estudantes da América Latina: a Mostratec, realizada na última semana em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.

Tecnologia: Projeto usa biotecnologia para dissolver lodo de lagoa em Niterói

Crise: Unidades de saúde ainda aguardam socorro prometido em Niterói

Foram cinco prêmios para o projeto, incluindo o principal: Engenharia e Eletrônica, que credenciou as alunas Eloah Marvila Padrone e Rebeca Apolinário, ambas de 17 anos, a participarem, com todas as despesas pagas, da Feira Internacional de Tecnologia Intel ISEf, que será realizada em Dallas, nos Estados Unidos, em maio do ano que vem. A orientação foi feita pelo professor Altair Martins.

As estudantes explicam que, de início, a ideia era formular um projeto que auxiliasse pessoas com algum problema motor das partes inferiores. Durante o levantamento, em visita ao setor de fisioterapia da Universidade Federal do Estado Rio de Janeiro (UFRJ), elas descobriram que a deformação do pé caído afetava muitas pessoas por conta de lesões e que boa parte delas foi vítima do Zika vírus. De volta às pesquisas, formularam sensores que ao serem colocados nos pés dos pacientes auxiliam no movimento da marcha natural de dorsiflexão.

— Foram quase dois anos de muito empenho e resiliência. Lembro, no início, do quanto era difícil acreditar que algum dia estaria colhendo os frutos desse projeto. Mas, mesmo diante de críticas e incertezas, nunca deixamos de dar tudo de nós naquele laboratório — destaca Rebeca.

SIGA O GLOBO BAIRROS NO TWITTER (OGLOBO_BAIRROS)