Faixa etária de 36 a 50 anos é a principal alvo de golpes, de acordo com Serasa

Apenas no mês de julho de 2022, aconteceram 322.219 tentativas de fraude no Brasil (Getty Image)
Apenas no mês de julho de 2022, aconteceram 322.219 tentativas de fraude no Brasil (Getty Image)
  • Pesquisa do Serasa Experian mostra as principais faixas etárias vítimas de golpes

  • Indicador de Tentativas de Fraudes registrou uma tentativa de golpe a cada 8 segundos

  • O Sudeste foi alvo de 52,2% das tentativas de ações criminosas

Um estudo realizado pelo Serasa Experian revela que pessoas com a faixa etária de 36 a 50 anos são as mais visadas pelos golpistas que querem utilizar identidades indevidas, abrir contas em bancos e emitir cartões.

O Indicador de Tentativas de Fraudes aponta que, apenas no mês de julho de 2022, aconteceram 322.219 tentativas de fraude no Brasil. Na prática, isso representa uma tentativa de golpe a cada 8 segundos. Entre elas, 36% visava esse público. A pesquisa mostra ainda que 27,5% das investidas atingem as pessoas de 26 até 35 anos. Já os consumidores de 51 a 60 são 14%.

O Gerente Executivo de Prevenção à Fraude da Serasa Experian, Rafael Garcia, explicou ao Portal Ig que a maior atuação dentro de uma determinada faixa etária é justificada pelo padrão de consumo dessas pessoas.

"O público de 36 a 50 anos é o que realiza mais transações e é o mais ativo economicamente. Independentemente da idade, todos podem ser alvo, por isso é tão importante que haja cuidado com o compartilhamento de dados e na hora de realizar transações", justificou.

O Sudeste foi alvo de 52,2% das tentativas de golpes. O Nordeste fica em segundo lugar com 17,6% do total. No Norte, foram apenas 6,1% dos registros.

Mais de metade das ações criminosas era focadas em bancos e cartões. O setor de serviços registrou 12,9% dos casos e a área do varejo ficou com 10,5% das ações.