Falha no Facebook deixou as pessoas 'perdidinhas', mas 'o digital é uma realidade', diz Luiza Trajano

·2 minuto de leitura

RIO — Apesar do susto que as redes sociais WhatsApp, Instagram e Facebook deram nesta terça-feira, o mundo dos negócios vai ser cada vez mais digital, na opinião da presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano. Isso, porém, não significa que a loja física ficará para trás, afirma a executiva.

— Ontem, a gente ficou seis horas sem (as redes sociais), e as pessoas ficaram perdidinhas. O Facebook teve prejuízo imenso porque não sabia o que acontecia. Mas o digital é uma realidade. Não é um aplicativo, um software, um site, é uma forma de lidar. O digital é totalmente diferente de sofisticado, é um simples rápido — disse a empresária em evento online da Firjan nesta manhã.

Ela acrescentou:

— A loja física não vai acabar. Se fosse, o Magazine Luiza não estaria montando 50 no Rio de Janeiro.

'Não sou candidata'

O discurso se alinha ao lançamento, também nesta terça-feira, do Mundo Moda, um espaço dedicado à venda de roupas, calçados e acessórios dentro de seu superapp.

Luiza também reforçou que, para acompanhar as mudanças digitais e físicas, os dois pilares principais são inovação e atendimento. Segundo ela, que está à frente de 1.400 lojas em 21 estados, é importante ouvir o cliente para saber onde ajustar.

— As pessoas perguntam o que eu fiz que deu certo. É a minha capacidade de aceitar (meus erros), assumir que errei, não ficar jogando em cima de governo, da inflação, e minha capacidade que aprendi desde pequena, de redirecionar. Eu vivo errando e aprendo com os erros.

Luiza, que ainda é presidente do Grupo Mulheres do Brasil, também voltou a negar que vai se candidatar a algum cargo público, em referência aos rumores de que ela seria um nome potente para as eleições de 2022.

— Não sou candidata a nada. Tudo que sai aí é mentira. Sou política desde menina, defendendo meu país

Crítica a 'fake news'

Ela também criticou a disseminação de notícias falsas:

— O Brasil está precisando de projetos e de parar de sustentar fake news. Eu não repasso e bloqueio quem me passou. Se não saiu na grande mídia, não é verdade.

No evento em comemoração ao Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, o presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, também anunciou o Projeto Firjan da Pequena Empresa, que vai oferecer orientações e serviços para apoiar a expansão e o crescimento dos negócios das MPEs.

Segundo ele, haverá núcleo de atendimento exclusivo para dúvidas do dia a dia para quem está começando ou já tem um negócio, além de portal com dados econômicos sobre economia, financiamento, tributação, gestão, transformação digital, entre outros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos