'Falidos se recuperam, falecidos não', diz empresário que atuou em campanha pelo isolamento

Empresário diz que foi pego de surpresa com presença de família e mudou sua opinião sobre o isolamento social. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Teresina)

Uma ação de campanha realizada pela Prefeitura de Teresina repercutiu nas redes sociais, neste fim de semana, ao pedir para que pessoas contrárias ao isolamento social escolhessem um de seus três familiares presentes para salvar do novo coronavírus.

“Mudou minha opinião. Como diz o ditado: ‘falidos se recuperam, falecidos não’. O que vale é a nossa saúde e de quem amamos em primeiro lugar”, afirmou ao Yahoo Notícias o empresário Múrcio Moura Cordeiro, 40 anos, um dos escolhidos para estrelar a campanha.

Leia também

O vídeo, com pouco mais de 2 minutos, inicia com os três escolhidos explicando as razões do porquê serem contra as medidas de isolamento social, adotadas para restringir o contágio da Covid-19. Eles são questionados sobre o que é pior: o isolamento ou o vírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Depois de suas justificativas, os três são convidados a responderem à pergunta: "com o fim do isolamento social e o colapso do sistema de saúde, se houver apenas um leito de UTI disponível, qual dessas pessoas vocês salvariam?", e são colocados diante de três familiares.

Na campanha, Múrcio se emociona e fica sem resposta diante da pergunta. “Minha família. Para essa pergunta eu não tenho tenho resposta.”

O empresário contou ao Yahoo Notícias que foi convidado por um amigo que sabia que ele era notadamente contra o isolamento. “Meus motivos eram porque eu tinha que deixar de trabalhar, não ter como pagar as contas, as pessoas que trabalham pra mim e etc.”, detalha.

Ao fim do comercial, Múrcio abraça sua família. “Pra mim foi uma surpresa quando vi minha filha lá, até porque ela estava em isolamento na casa da mãe dela”, revelou o empresário.

O vídeo rodou as redes sociais e foi compartilhado por famosos e políticos, chegando a figurar entre as hashtags no Twitter Brasil, na segunda-feira (27).

A opinião do empresário mudou após fazer parte da campanha. “Foi uma campanha bem importante e impactante. Eu sei que é difícil esse momento atual que vivemos, esse cenário jamais pensado por ninguém tirou o sossego dos empresários, mas é válido a gente permanecer isolados e acreditar num futuro breve que isso tudo vai passar e a economia volta a fluir”, apela ele.