Falsa herdeira que enganou Nova York é libertada da prisão

·1 minuto de leitura
A falsa herdeira Anna Sorokin após sua condenação a uma pena de 4 a 12 anos de prisão em 9 de maio de 2019 em Nova York

"Vocês não sabem como a prisão é exaustiva", diz a falsa herdeira russo-alemã Anna Sorokin no Instagram, de óculos escuros e na cama, após quase quatro anos de prisão por ter roubado cerca de US$ 275.000 de bancos, hotéis e amigos.

Sorokin, condenada em maio de 2019, foi libertada na quinta-feira após passar três anos e quatro meses na prisão, e "estará em liberdade condicional durante 10 anos", disse sua advogada Audrey A. Thomas à AFP nesta sexta-feira (12).

Sorokin, de 30 anos, inventou uma nova identidade ao chegar aos Estados Unidos em 2016, apresentando-se como uma herdeira quando na verdade era filha de um ex-motorista de caminhão russo que se mudou para a Alemanha quando tinha 16 anos.

Com mentiras astutas e uma inabalável confiança em si mesma, a jovem, que dizia se chamar Anna Delvey, buscava um empréstimo de US$ 22 milhões para fundar um clube privado, e conseguiu que vários bancos lhe dessem dezenas de milhares de dólares.

Após um mês de processo, um júri considerou que a jovem era culpada de oito dos 10 crimes de fraude e roubo pelos quais era acusada. Foi condenada a entre quatro e 12 anos de prisão em maio de 2019.

lbc/rs/aa