Falsa oficial do Exército é presa por golpes de R$ 200 mil no Sul

Polícia apreendeu uniformes na casa de mulher que se passava por oficial do exército. Foto: Getty Images.
Polícia apreendeu uniformes na casa de mulher que se passava por oficial do exército. Foto: Getty Images.
  • Mulher aplicava golpes fazendo de conta ser uma major

  • Polícia encontra uniformes de oficial do exército em sua casa

  • Ela aplicou diversos golpes em Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Na manhã desta sexta-feira (20), a Polícia Civil prendeu preventivamente em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, uma mulher suspeita de aplicar golpes, nos quais se passava por major do Exército. Segundo a investigação, a ela levou à cabo dezenas de fraudes no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina,. No total, ela ganhou pelo menos R$ 200 mil.

Em uma das ações investigadas pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco), ela fazia de conta que era uma major e pedia valores de algumas pessoas para para pagar vagas em escolas militares — o que, em realidade, nunca aconteceria.

A polícia realizou um mandado de busca e apreensão em sua casa. Foram apreendidos uniformes militares completos, com insígnias, distintivos e identificação correspondentes ao oficialato. A estelionatária fazia de conta que estava em u quartel das Forças Armadas realizando trabalhos administrativos.

"Foi um trabalho policial pontual, mas de considerável importância", disse o delegado Thiago Lacerda, que coordenou a investigação, ao portal G1.

O diretor da 2ª Delegacia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mario Souza, pede que, caso alguém tenha sido vítima da suposta estelionatária, denuncie o caso à Polícia Civil.

"A investigação qualificada conseguiu demonstrar as condutas reiteradas de estelionato praticadas pela investigada no período, agravado mediante o uso de paramentos como se fossem uniformes militares, o que, diante da credibilidade que as Forças Armadas possuem perante à sociedade, foi um fator preponderante para o elevado número de vítimas”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos