Falso entregador suspeito de matar estudante se entrega e é preso em SP

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O falso entregador suspeito de matar Renan Silva Loureiro durante um assalto segunda-feira (25), no Jabaquara, na zona sul de São Paulo, se entregou nesta sexta-feira (29) à Polícia Civil.

Acxel Gabriel de Holanda Peres era procurado pelas autoridades e, após se entregar, foi preso pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), na zona norte da capital.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito do latrocínio de Renan "foi identificado e localizado pela polícia e, após uma longa negociação, se entregou no início desta tarde".

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Acxel foi levado à 1ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Roubos e Latrocínios, onde a prisão está sendo formalizada.

"A prisão do assassino do jovem Renan não devolve a vida e o convívio dele com sua família, mas que sirva como uma clara demonstração da eficiência das polícias de São Paulo. A ordem é não dar trégua ao crime. Meus sentimentos aos pais e amigos", afirmou o governador Rodrigo Garcia (PSDB), sobre a prisão.

Identificação

Ontem, policiais do Deic haviam identificado o suspeito de matar Renan Silva Loureiro durante o roubo de um celular no Jabaquara. Os investigadores confirmaram que o responsável pela morte tem antecedentes criminais. A equipe apreendeu um revólver calibre 38.

A partir de informações que relacionavam um suspeito às características do criminoso, a equipe da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo e Latrocínio) esteve em dois endereços na Vila do Encontro, também na zona sul. Em um imóvel, os policiais encontraram o revólver, bolsa, uma jaqueta e capa de chuva, material semelhante ao utilizado pelo autor do crime, de acordo com a polícia. No outro local, estavam objetos que podem ser provenientes de roubo, principalmente cartões de memória de celulares.

Relembre o caso

Acxel, que estava disfarçado de entregador, matou Renan com um tiro na cabeça na noite desta segunda-feira (25) após assaltá-lo na região do Jabaquara, zona sul de São Paulo. O criminoso usava uma mochila de aplicativo de entrega de comida. Imagens de câmeras de segurança de casas na rua Freire Farto mostraram o momento em que o motoqueiro disparou contra o jovem de 20 anos.

O vídeo mostra o momento em que o assaltante desce da moto e anuncia o assalto, apontando uma arma na direção do casal. Após levar os celulares das vítimas, as imagens registram o momento em que Renan reage e corre em direção ao criminoso.

Segundo a Polícia Civil, o assaltante fez quatro tiros. Um deles atingiu Renan na cabeça. Em seguida, ele subiu na moto e deixou o local.

Renan foi enterrado no cemitério da Lapa, na Vila Leopoldina, na terça-feira (26).

Em entrevista ao UOL, Clarice Silva, mãe do jovem, contou que nunca imaginou perder o filho por um crime tão brutal. "Meu filho era um rapaz doce, educado, gentil. A única coisa que está me trazendo conforto é ouvir as pessoas falando dele com ternura", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos