Falta de chips faz BMW enviar carros sem Android Auto e Apple CarPlay

Outras montadoras como a General Motors e Ford também tem sido afetadas pela falta de chips
Outras montadoras como a General Motors e Ford também tem sido afetadas pela falta de chips
  • Este não é o primeiro problema que a BMW enfrenta devido à falta de chips;

  • Motoristas dos EUA, Reino Unido, Itália, Espanha e França relataram os problemas;

  • Não está claro se apenas algumas regiões são afetadas ou se o problema é geral.

Uma falha técnica tem feito a fabricante de carros de luxo BMW enviar para os consumidores alguns de seus veículos novos sem suporte para Android Auto e Apple CarPlay. O motivo seria a mudança de fornecedor de chips, de acordo com um relatório da Automotive News Europe.

Em meio à crise de escassez de chips, os materiais do novo fornecedor precisam de uma atualização de software para tornar ambas as funcionalidades acessíveis. A BMW não especificou quais modelos de carros são afetados ou quantos, mas diz que veículos com “6P1” em seu código de produção não virão com Android Auto ou Apple CarPlay.

Não está claro se apenas algumas regiões são afetadas pelo problema. Segundo a Automotive News Europe, motoristas dos EUA, Reino Unido, Itália, Espanha e França relataram ter recebido seus novos veículos sem nenhuma das funcionalidades.

O Android Auto é um aplicativo móvel desenvolvido pela Google, baseado no sistema operacional Android que fornece uma interface de usuário personalizada para ser utilizada em um automóvel. Já o Apple Carplay é um padrão da Apple que permite que o rádio de um carro seja um monitor e também atue como um controlador de um iPhone.

Este não é o primeiro problema que a BMW enfrenta devido à falta de chips. Em novembro passado, a BMW confirmou que parou de enviar alguns de seus novos veículos sem telas sensíveis ao toque e um recurso de assistente de backup e deu aos motoristas afetados um crédito de US$ 500 (cerca de R$ 2,559) em troca.

Outras montadoras, como a General Motors, também foram fortemente impactadas pela escassez. A GM abandonou o carregamento sem fio em diversos veículos, removeu um módulo de gerenciamento de combustível de alguns de seus caminhões e cortou o recurso Super Cruise sem motorista no Cadillac Escalade 2022.

Mais recentemente, a Ford começou temporariamente a enviar e vender SUVs Explorer sem controles de aquecimento traseiro e ar condicionado.

Entenda a crise dos chips

A necessidade de mais semicondutores vem crescendo há anos, à medida que o mundo se torna mais digital e os chips de processamento entram em tudo, desde smartphones a máquinas de lavar, passando também por automóveis.

As empresas de todo o mundo foram atingidas por uma escassez de semicondutores causada por interrupções na cadeia de suprimentos durante a Covid-19, bem como pela crescente demanda de semicondutores em empresas de eletrônicos de consumo.

A escassez teve consequências econômicas significativas e contribuiu para que a economia dos EUA experimentasse sua inflação mais alta desde o início dos anos 80.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos