Falta de peças já afeta locadoras de veículos

·1 minuto de leitura
Carros de locadoras passarão mais tempo na frota por conta do desabastecimento de peças nas montadoras
Carros de locadoras passarão mais tempo na frota por conta do desabastecimento de peças nas montadoras

A paralisação de algumas montadoras por falta de peças passou a afetar, além das concessionárias, locadoras e serviços de car sharing.

Nesses serviços, um veículo programado para ficar na frota entre 5 e 18 meses, agora poderá ficar um período entre 17 e 24 meses.

Leia também:

Em entrevista ao portal iG, o CEO da Solution4Fleet, empresa de soluções para locadoras e companhias de mobilidade, André Ricardo Vieira, afirmou que “as locadoras buscam alternativas, como estender a idade média das frotas, mudar a oferta de modelos de veículos a fim de conseguirem viabilizar a substituição de parte da frota ou até mesmo realizar a aquisição de outra locadora que possua uma frota mais nova”.

No caso da Turbi, empresa de car sharing, o tempo para substituição da frota é de dois anos, portanto, esse problema de paralisação das montadoras não causaria uma desordem nos serviços em um primeiro momento.

Ainda de acordo com Vieira, as locadoras agora também possuem um outro tipo de concorrência: os serviços de carro por assinatura das próprias montadoras. Em geral, os veículos disponibilizados vêm com assistência técnica, seguro e revisões incluídas, mas não se trata de uma concorrência desleal.

“Considero que as locadoras têm um DNA de serviço. Elas já nasceram formatadas para atender este público, o que faz com que elas se destaquem nesta categoria perante as montadoras”, afirma o CEO.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos