Falta o Mundial: Palmeiras pode quebrar dois tabus em um mês

·1 min de leitura

Nos estádios e até mesmo nos pagodes do Rio de Janeiro e de São Paulo, principalmente os com predominância de flamenguistas e corintianos, era praticamente impossível não ouvir "La la ia la la ia la la ia, o Palmeiras não tem Mundial, não tem Copinha e não tem Mundial". A paródia vem de "História pro Sinhozinho", de Dorival Caymmi. Pois bem, nesta terça-feira, a molecada do Verdão venceu o Santos por 4 a 0, acabou com a espera alviverde e conquistou a Copa São Paulo de Futebol Junior pela primeira vez na história do clube. Consequentemente, acabou com parte da zoação dos rivais. Sendo assim, o que antes era um grande tabu e motivo de brincadeiras, agora pode se tornar uma grande história com final feliz.

Campeão da Libertadores de 2021, o Palmeiras disputará, em fevereiro, o Mundial de Clubes pela segunda vez seguida. Sem muitas novidas em relação ao time que venceu a competição sul-americana, apenas contratações pontuais como Jailson, Atuesta e Rafael Navarro, a equipe de Abel Ferreira promete ir com tudo para a conquista de mais esse título inédito e acabar de vez com a zoação dos rivais.

Ano passado, a campanha não foi boa. Com duas derrotas, o clube terminou na quarta colocação, sem marcar um gol sequer. Já em 1999, quando se classificou para a competição também depois de vencer a Libertadores, perdeu na final para o Manchester United por 1 a 0.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos