Faltam fitas para medir glicemia em UBS da zona leste de SP

·2 min de leitura
*ARQUIVO* SÂO PAULO, SP, 12-03-2018: Aparelhos para leitura de glicemia. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
*ARQUIVO* SÂO PAULO, SP, 12-03-2018: Aparelhos para leitura de glicemia. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A aposentada Rosana Aparecida Crepaldi Brandão, 60 anos, relata falta de um insumo importante para os diabéticos na UBS (Unidade Básica de Saúde) Vila Regina (zona leste). Segundo ela, não há fita reagente para teste de glicemia.

A leitora afirma que foi pegar os insumos na unidade, no dia 28 de outubro. "Fui informada que está em falta a fita reagente para teste de glicemia e não há previsão de entrega. Sou diabética, faço teste duas vezes ao dia e minhas fitas estão acabando", diz.

cada três meses Rosana retira no local materiais como insulina e seringa, além das fitas. A moradora do bairro Cidade Antônio Estêvão de Carvalho, na mesma região da UBS, também é hipertensa e conta que não tem condições de comprar uma caixa com 50 fitas, pois tem outros gastos. O produto pode chegar a custar até R$ 98, afirma.

"Voltei ao posto no dia 8 deste mês e fui informada de que não há previsão de entrega. Como fica?"

Ela, que no início desta semana só tinha cinco fitas, diz que, por causa da falta do insumo, precisou mudar sua rotina. Agora, mede a glicemia dia sim, dia não.

"É complicado saber que você precisa fazer a medição duas vezes ao dia e tem que limitar para não ficar sem. Nesse sistema, vai dar para essa semana", relata.

A aposentada tentou entrar em contato com a Prefeitura de São Paulo por meio do telefone 156. Depois de um tempo, ela conseguiu falar na Ouvidoria e registrou a reclamação, mas ainda não foi atendida.

Prefeitura diz que vai resolver A Prefeitura de São Paulo afirma, por meio de nota da Secretaria Municipal da Saúde, que realizará o remanejamento entre as unidades para atender a falta pontual das fitas de teste de glicemia da UBS citada pela leitora. A administração afirma que o abastecimento acontecerá o mais breve possível, mas não informou uma data.

A leitora relata que recebeu retorno da unidade afirmando de que a normalização pode ocorrer nesta semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos