Faltam retirar menos de 250 americanos do Afeganistão (funcionário dos EUA)

·1 minuto de leitura
Passageiros fazem fila para embarcar em um avião C-17 da Força Aérea americana no aeroporto Hamid Karzai, em Cabul (AFP/Donald R. ALLEN)

Os Estados Unidos estimam que menos de 250 cidadãos americanos ainda precisam ser retirados do Afeganistão na véspera do fim da saída das tropas americanas, disse nesta segunda-feira (30) um alto funcionário do governo de Joe Biden.

No domingo, o chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, tinha mencionado que cerca de "300 americanos ou menos" ainda estavam em solo afegão, mas desejavam partir.

O Departamento de Estado depois reduziu este número a 250 ou menos.

"Acreditamos que este número esteja abaixo de 250", disse nesta segunda o alto funcionário, referindo-se a "um pequeno número de pessoas que restam" ser evacuadas, mas admitindo a dificuldade de contá-las por precisão.

Ele informou que cer cade 6.000 americanos tinham sido retirados ou haviam deixado o Afeganistão por meios próprios desde 14 de agosto, data de início dos voos saindo de Cabul para tirar os estrangeiros e os afegãos considerados "em risco" pela tomada do poder pelos talibãs.

O presidente Joe Biden marcou para esta terça, 31 de agosto, a data limite para retirar todas as forças americanas do Afeganistão, pondo fim ao conflito militar mais longo dos Estados Unidos, que começou como represália aos atentados de 11 de setembro de 2001.

fff-ad/yow/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos