Família busca há dez dias por mototaxista que desapareceu após levar passageiro à Ramos, na Zona Norte

Cleiton Félix da Silva, de 31 anos, é mototaxista e mora no Caju

Familiares de Cleiton Félix da Silva, de 31 anos, estão em busca de informações que possam levar ao paradeiro do mototaxista desaparecido desde o dia três de fevereiro. Cleiton trabalha e mora no Caju, na Zona Portuária do Rio, e foi visto pela última vez quando aceitou levar um passageiro ao bairro de Ramos, na Zona Norte.

— São apenas essas as informações que sabemos. Desde então, não conseguimos mais contato com ele. Chovia muito naquele dia também. Um amigo da igreja nos contou que naquele dia ele também havia perguntado à ele qual o caminho até a Dutra, porque teria um passageiro para buscar lá, mas não temos como confirmar se ele foi mesmo — disse a mãe do mototaxista, Maria Célia Félix da Silva, de 56 anos.

Segundo Maria Célia, a família já registrou o desaparecimento na delegacia e procurou por Cleiton em hospitais. O morador do Caju é casado e tem dois filhos.

— Já procuramos em todos os lugares, não sabemos mais aonde ir. Eu não tenho mais chão. Penso no meu filho todos os dias, sem parar. Eu já entreguei nas mãos de Deus — lamentou Maria Célia.

Informações que levem ao paradeiro de Cleiton podem ser compartilhadas com a família pelo telefone (21) 98023-9834 ou entrando em contato com o Disque Denúncia, (21) 2253-177.