Família reencontra cachorro que fugiu ao se assustar com fogos do ano novo

·2 min de leitura

RIO — Quando o relógio bateu meia-noite, o que seria uma grande festa de Ano Novo se tornou motivo de pânico para Duke, um pastor belga. O motivo foi o barulho dos fogos soltados pela região da Tijuca para celebrar a chega de 2022, que assustou o cachorro de 12 anos e o fez, no desespero, abrir a porta de sua casa e sair pela rua. Porém, o que poderia ser uma história triste, felizmente, acabou bem. O animal, que havia fugido por volta de meia-noite, foi encontrado nesta manhã próximo ao hospital Pan Americano, há cerca de um quilômetro de sua casa.

Para encontrar Duke, sua dona, a administradora Andreia Santos, contou com a ajuda de uma vizinha que fez publicações nas redes pedindo ajuda para encontrar o cachorro. As postagens mobilizaram os moradores da região. No início da manhã, Andreia já havia recebido mais de dez mensagens oferecendo ajuda.

— Ele fica realmente bem agitado [quando há barulho de fogos]. Já até quebrou, com a cabeça, uma porta de vidro — conta Andreia — Ele conseguiu abriu a porta da frente da casa, que leva a rua, batendo a pata. Como eu e as crianças estávamos na sala vendo a virada do ano pela televisão, a gente não o ouvimos quando fugiu.

Apesar de ter passado a noite na rua, Duke teve apenas um ferimento na língua. Segundo Andreia, não foi a primeira vez que o pastor belga foge por conta dos barulhos de fogos, ele já havia feito isso em outra ocasião.

A administradora conta que costuma ficar ao lado de seu cachorro quando há fogos para tentar acalmá-lo. Os barulhos e estalos dos fogos, embora possa não incomodar todos os humanos, costuma assustar os animais por terem uma audição mais aprimorada.

— Geralmente a gente tem que ficar com ele, porque o coraçãozinho dele dispara — conta.

Casos como o de Duke são tão frequentes que há até projetos de lei na esfera municipal e estadual proibindo fogos de artifício com barulho. Em novembro passado, a Câmara de Vereadores aprovou em primeira discussão a proposta, que ainda precisará ser votada em segundo turno na Casa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos