Família reencontra filho sequestrado há 32 anos

Após 32 anos, um casal reencontrou o filho sequestrado em um hotel na China. Mao Yin tinha apenas dois anos quando foi levado por um desconhecido quando ele e o pai pararam em um estabelecimento na cidade de Xian para beber um pouco de água no caminho para o berçário. Desde então, a família começou uma busca incansável pela criança por todo o país e chegou a distribuir 100 mil cartazes solicitando por informações que levassem ao paradeiro dele.

A mãe, Li Jingzhi, abriu mão do emprego para procurar pelo filho e ao longo dos anos seguiu mais de 300 pistas de onde ele poderia estar, sem sucesso. Em abril deste ano, porém, a polícia foi informada sobre a venda de um menino a um casal sem filhos da província de Sichuan anos antes. Quando o teste de DNA foi realizado, ficou constatado que o ele era o filho perdido de Mao Zhenjing e Li Jingzh. A criança foi vendida por  6 mil yuanes, o equivalente a US$ 840 dólares na cotação atual.

Além de participar de diversos programas de televisão para compartilhar sua busca, em 2007, Li Jingzhi se tornou voluntária de um grupo chamado "Baby Come Back Home", para ajudar outros pais na procura por seus filhos desaparecidos. Segundo a mídia estatal, ela ajudou a reunir 29 crianças com suas famílias, enquanto seu próprio filho ainda estava desaparecido. Ela recebeu a notícia de que o filho havia sido encontrado no dia 10 de maio, quando se celebra o Dia das Mães no país.

Mao Yin, que foi renomeado Gu Ningning , administra uma empresa de decoração e disse que agora pretende passar mais tempo com os pais biológicos. A investigação sobre o desaparecimento em 1988 ainda está em andamento. As autoridades locais não divulgaram informações sobre o casal que criou Mao Yin.