Famílias devem fazer cadastro de cuidadores de idosos para poder usar transporte

Marjoriê Cristine
Nas barcas, só entraram trabalhadores de áreas essenciais

RIO - Os cuidadores de idosos que não têm vínculo empregatício e que nesta segunda-feira tiveram dificuldades para embarcar no transporte público poderão, durante o período de quarentena, imprimir um documento que permitirá que eles utilizem trens, metrô e barcas sem maior dificuldade.

A Secretaria estadual de Transportes disponibilizou um link para o cadastro desses funcionários que não têm como comprovar que fazem parte do grupo de trabalhadores de setores definidos como "essenciais". Muitos tiveram ontem dificuldades para passar pelas barreiras de contenção montadas pela Polícia Militar no Rio, Niterói e cidades da Região Metropolitana.

Os cuidadores de idosos poderão preencher um formulário disponível no link coronavírus da Secretaria estadual de Transportes. Após o download do documento, ele deve ser preenchido por um membro da família do idoso, que se responsabilize pela veracidade das informações apresentadas pelo funcionário.

Depois que o documento for preenchido, o arquivo deve ser salvo e enviado, juntamente com a cópia da identidade do declarante, por WhatsApp ou por e-mail, para o profissional que presta o serviço.

Com o papel em mãos, os profissionais que cuidam de idosos sem vínculo empregatício poderão apresentá-lo nas triagens realizadas pela Polícia Militar nas estações de trem, metrô e barcas.