Família de homem assassinado pelo sobrinho processará PMDF por negligência

Homem foi assassinado pelo sobrinho no DF - Foto: Reprodução
Homem foi assassinado pelo sobrinho no DF - Foto: Reprodução
  • Homem foi assassinado pelo sobrinho na casa da própria mãe em Brasília

  • Família considerou que os policiais que atenderam o caso foram negligentes

  • Por isso, uma ação será movida contra a Polícia Militar

A família do servidor público Marcos Aurélio Rodrigues Matos, assassinado na manhã da última quinta-feira (15) pelo próprio sobrinho, em Brasília, vai processar a Polícia Militar do Distrito Federal.

Em depoimento ao portal Metrópoles, um amigo próximo à família informou que será movida uma ação por negligência, uma vez que os policiais que atenderam o caso não impediram que a vítima fosse esfaqueada pelo suspeito.

Marcos, de 56 anos, foi morto na casa onde vive a própria mãe. Ele e o sobrinho, que vivia em situação de rua, se desentenderam antes que o suspeito golpeasse a vítima repetidas vezes.

“Os policiais não separaram os dois [tio e sobrinho], deixaram o Marcos entrar em casa com uma barra de ferro (para proteger a mãe). Tinha três PMs, um devia ter ficado com ele do lado de fora, enquanto os outros dois entrariam para averiguar a situação”, comentou o amigo da família.

De acordo com os relatos, o criminoso, identificado Wilker Maia Santos, de 26 anos, costumava ir à casa da avó para tomar banho. Na quinta, porém, ele teria ameaçado a parente, motivo pelo qual Marcos acionou a polícia.

Os agentes atenderam a ocorrência, mas não impediram que os envolvidos discutissem, iniciassem uma luta corporal e, finalmente, ocorresse a tragédia.

"Temos acesso às imagens (de antes do crime), e temos certeza de que houve negligência da Polícia Militar ao deixar meu marido subir com uma barra para ser esfaqueado brutalmente pelo sobrinho Wilker”, lamentou a viúva Eusamara Maciel.

Posicionamento da polícia

Questionada pelo Metrópoles sobre uma possível negligência no caso, a PMDF não respondeu sobre o assunto. Em nota, porém, confirmou os relatos dos familiares sobre o episódio.

“No momento em que o rapaz de 26 anos abriu a porta, o tio partiu para as vias de fato. Porém, o sobrinho estava na posse de uma faca e conseguiu desferir alguns golpes com a arma branca. O autor foi contido pelos policiais militares e preso. O CBMDF foi acionado rapidamente, porém, o senhor de 56 anos veio a óbito no local. A perícia foi acionada, e o autor, conduzido à delegacia.”