Família de jornalista britânico desaparecido faz apelo a autoridades brasileiras

Dom Phillips é um jornalista britânico que vive no Brasil desde 2007 e está desaparecido, junto com o indigenista Bruno Araújo Pereira (Foto: Reprodução)
Dom Phillips é um jornalista britânico que vive no Brasil desde 2007 e está desaparecido, junto com o indigenista Bruno Araújo Pereira (Foto: Reprodução)

Resumo da notícia

  • Cunhado de jornalista britânico pediu celeridade a autoridades brasileiras para encontrar Dom Phillips

  • Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira estão desaparecidos há mais de 24 horas no Amazonas

  • Os dois faziam trajeto no Vale do Javari, quando desapareceram

Paul Sherwood, cunhado do jornalista britânico Dom Phillips, que está desaparecido, usou as redes sociais para fazer um pelo a autoridades brasileiras, para que intensifiquem as buscar por ele.

“Imploramos às autoridades brasileiras que enviem a Guarda Nacional, Polícia Federal e todos os poderes à sua disposição para encontrar nosso querido Dom”, escreveu Sherwood.

“Ele ama o Brasil e dedicou sua carreira a cobrir a floresta amazônica”, disse o cunhado de Dom Phillips. Sherwood declarou que o tempo é essencial e pediu para que o jornalista seja encontrado o mais rápido possível.

O jornalista e o indigenista Bruno Araújo Pereira estão desaparecidos há mais de 24 horas na região do Vale do Javari, no Amazonas. Eles faziam o caminho entre a comunidade Ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte e desapareceram, no estado do Amazonas.

A informação foi confirmada pela União das Organizações Indígenas do Vale do Javari e pelo Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Isolados e de Recente Contato. Em nota, as entidades informam que ambos estão desaparecidos há mais de 24 horas.

Em nota, a Embaixada do Reino Unido no Brasil afirmou que está em contato com as autoridades brasileiras. “Estamos fornecendo apoio consular para a sua família”, declarou a embaixada.

Segundo informações do jornal O Globo, Bruno Araújo Pereira era constantemente alvo de ameaças pelo trabalho na região, em especial contra invasores, como pescadores, garimpeiros e madeireiros. Na nota divulgada, as entidades confirmam que “na semana do desaparecimento, conforme relatos dos colaboradores da UNIVAJA, a equipe recebeu ameaças em campo. A ameaça não foi a primeira, outras já vinham sendo feitas a demais membros da equipe técnica da UNIVAJA, além de outros relatos já oficializados para a Polícia Federal, ao Ministério Público Federal em Tabatinga, ao Conselho Nacional de Direitos Humanos e ao Indigenous Peoples Rights Internacional”.

Dom Phillips é britânico e trabalha como jornalista freelancer no Brasil desde 2017. Atualmente, é colaborador do jornal The Guardian.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos