Família de Marielle vai abrir escola em 2021

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
A vereadora Marielle Franco foi morta em 2018. Foto: Reprodução/Facebook
A vereadora Marielle Franco foi morta em 2018. Foto: Reprodução/Facebook

A família da vereadora Marielle Franco, morta em um atentado no ano de 2018, divulgou, nesta sexta-feira (3), que irá criar uma escola a partir do ano que vem. A Escola Marielles será possível graças a um financiamento coletivo feito pelo Instituto Marielle Franco.

O instituto nasceu para valorizar o legado da vereadora, continuar a luta de Marielle e buscar por justiça após o assassinato dela e do motorista Anderson Gomes. A escola terá o objetivo de apoiar mulheres negras, LGBTQIA+ e periféricas do País e também terá aulas on-line.

Leia também:

Em uma postagem nas redes sociais do instituto, foi feito um agradecimento às pessoas que acreditaram no projeto e fizeram sua doação. Agora, o novo passo dessa união será a construção e o fortalecimento da luta antirracista nas próximas eleições.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

"Agora nós temos uma nova meta! Queremos incidir para mover as estruturas dessas eleições municipais que serão as primeiras após a eleição e execução de Marielle", afirmou a família da vereadora no texto publicado pelo instituto. Para ajudar a causa, clique aqui.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos