Familiares de pacientes relatam falta de insumos no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu

·2 min de leitura

O Hospital Geral de Nova Iguaçu, maior emergência da Baixada Fluminense, tem sofrido com a falta de insumos básicos esta semana, segundo familiares de pacientes que estão internados na unidade. Produtos como gaze, esparadrapo, fraldas e luvas descartáveis estaria na lista de itens em falta.

A dona de casa Nilda Varela de Lemos, de 51 anos, acompanha a mãe, que está internada com suspeita de AVC desde domingo. Ela conta que teve que ir a uma farmácia comprar alguns itens que o hospital não tinha.

— É uma vergonha. O pessoal não tem material para trabalhar. Não tinha luva descartável. Eles (profissionais) até ficam com receio de atender o paciente sem luva, e estão certos — afirma.

Já a manicure Silvaneide de Jesus Silva, de 29 anos, está preocupada com pai, internado com pedra na bexiga desde segunda-feira. Ela também vai ter gastos com materiais para higiene.

— Vou ter que comprar lenço umedecido, sabonete líquido. A gente trouxe lençol, cobertor e travesseiro — diz.

Outro familiar de paciente, que preferiu não se identificar, reclamou que os banheiros estão sem sabonete líquido, álcool-gel e papel para fazer a higienização das mãos, medida básica de combate à Covid-19 e outras doenças.

Na calçada do hospital, uma placa anuncia um investimento de R$ 4.9 milhões para obra de um Centro de Imagem e construção da Estação de Tratamento de Esgoto no hospital, com prazo de execução de 365 dias. A obra tinha previsão de término para setembro de 2020.

Em nota, a Prefeitura de Nova Iguaçu negou a falta de insumos na unidade: “Todos os itens listados estão disponíveis no almoxarifado do Hospital Geral de Nova Iguaçu e são utilizados na assistência. A reposição de álcool-gel e sabonete líquido é feita diariamente pela equipe de limpeza da unidade”.

Já sobre o atraso da obra, a prefeitura afirma que ela precisou ser interrompida em março do ano passado por causa da pandemia, e que foram retomadas em julho deste ano. Ainda não há, contudo, previsão para o término dos serviços.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos