Famosos lamentam morte da influenciadora Aline Borel

·2 min de leitura

Famosos usam suas redes sociais nesta sexta-feira para se despedirem da influenciadora digital Aline Borel, de 28 anos, que foi encontrada morta na véspera, com marcas de tiros, numa praia em Araruama (RJ), na Região dos Lagos. O caso é investigado pela 118ª DP, informou a Polícia Civil.

A apresentadora Maisa compartilhou uma postagem no Twitter do professor Jonas Di Andrade com um vídeo de Aline em seu programa no SBT.

"Lembraremos dela sempre com muito carinho. Aline, obrigada pelos sorrisos. Descanse em paz", escreveu Maisa.

Saiba mais:

O professor, que tem quase 20 mil seguidores, agradedeu Maisa por ter oferecido aquela oportunidade de aparecer na TV à influenciadora.

"Ela estava muito feliz nesse dia. Que triste saber do que houve com ela", acrescentou ele.

A atriz Linn da Quebrada, que participou do "BBB 22", também comentou o ocorrido em seu perfil.

"Nossa que notícia triste. Meus sentimentos à família", afirmou.

Veja também:

A influencer Brenda Safra fez uma reflexão sobre como as pessoas "por trás de toda a visibilidade de um meme ou de qualquer outra coisa" têm seus problemas que não são conhecidos pelo público.

"Ela tá vivendo, muitas vezes marginalizada (como a Aline), enquanto a gente tá rindo do meme", afirmou. "E a gente sabe o quanto um meme ou visibilidade enorme na internet podem mudar a vida de alguém (as vezes pra pior inclusive), mas a Aline independente da fama continuou sofrendo tudo que sofria antes. E aí vem uma notícia dessa. É triste demais. A gente se apega".

Confira também:

A morte de Aline foi um choque também para internautas de forma geral. Após a notícia ser divulgada, o nome dela foi parar no topo dos assuntos mais comentados do microblog no país.

Aline Borel caiu no gosto das redes sociais ao criar músicas bem humoradas, como "Eu vacilei, pô. Estou ciente" e "É cansativa a vida do crente", e fazer vídeos. Passou a ilustrar memes, viu celebridades se renderem ao seu carisma e até participou de programas de TV.

A jovem fazia tratamento psiquiátrico e psicológico e estava afastada das redes sociais desde que teve um surto e ficou 12 horas desaparecida, em 2019, de forma que a família achou melhor afastá-la da web como forma de tratar a saúde mental. Em abril de 2021, Aline voltou a usar sua conta do Twitter.

"Mulher negra favelada sim vou ser empresária um dia. Eu acredito!", dizia em uma das publicações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos