'Faraó do Bitcoin' e sua mulher são cobrados na Justiça pelo Banco do Brasil por não pagar empréstimo

O Banco do Brasil recorreu à Justiça do Rio contra a G.A.S Consultoria & Tecnologia, Glaidson dos Santos e Mirelis Zerpa. Para quem não se lembra, trata-se da empresa do "Faraó da Bitcoin", que também tinha a mulher como administradora.

Pois o BB, veja só, cobra R$ 144.803,06 dos ex-empresários, que hoje respondem na Justiça por diversos crimes à clientes e ao mercado financeiro.

É que em 2021, quando Glaidson já estava preso, a empresa fez um empréstimo em seu nome no valor de R$ 100 mil. O problema é que nada foi pago após o acordo. O caso está na 2ª Vara Cível da Comarca de Cabo Frio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos