Farmácias começam a vacinar contra Covid em São Paulo e Rio

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 17-01-2021 -  Enfermeira prepara dose da Coronavac no primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 no HC, em São Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 17-01-2021 - Enfermeira prepara dose da Coronavac no primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 no HC, em São Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vacinação privada contra Covid-19 em farmácias começa neste sábado (4) nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, como antecipado pela coluna Painel S.A..

Na capital paulista, as doses vão ser aplicadas em duas unidades da Drogaria São Paulo, na avenida Lavandisca, 116, em Moema, na zona sul, e na avenida Paulista, 266, na região central.

No Rio de Janeiro, o imunizante será dado na unidade da Drogaria Pacheco, da mesma rede, na avenida das Américas, 1.800, Barra da Tijuca.

A dose custa R$ 229, mas é preciso fazer agendamento —que pode realizado por WhatsApp (veja números abaixo). A vacina aplicada pelas farmácias é da Astrazeneca, importada.

Segundo a rede, a vacina contra o novo coronavírus estará disponível para pessoas com idades entre 18 e 59 anos interessados na segunda ou terceira doses. Assim como na rede pública, quem tem a partir de 60 anos também pode receber a quarta dose, desde que a aplicação anterior tenha acontecido a quatro meses ou mais.

Pelo menos por enquanto, as farmácias não vão permitir a aplicação de quarta dose em pessoas com menos de 60 anos, mesmo que ela indicação médica.

Também como nos postos de saúde, para ser imunizado contra a Covid em farmácias é preciso levar comprovantes de vacinação e de identidade.

Desde a última segunda-feira (30) a vacina contra a Covid-19 pode ser aplicada na rede particular.

O preço da dose custa até R$ 350, segundo a ABCvac (Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas).

Algumas clínicas particulares já estão vacinando contra a Covid ou montando grupos, porque cada frasco tem dez doses, que precisam ser aplicadas em até 48 horas após aberto.

De acordo com a ABCVac, a vacina da rede privada é igual à aplicada na pública, tendo sido importada diretamente da fabricante —apenas as embalagens são diferentes.

A AstraZeneca afirmou que possui cerca de 2 milhões de doses disponíveis para a rede privada, sendo que 1 milhão já sendo distribuída. O restante deve chegar nos próximos meses.

Para quem não quer pagar e está com a vacina contra Covid-19 atrasada, parte da rede municipal de São Paulo abre neste sábado. No domingo (7), há opções de parques públicos.

*

SERVIÇO EM SÃO PAULO

Vacinação em farmácias (paga)*

Avenida ​Lavandisca, 116, Moema, zona sul

Agendamento pelo WhatsApp (11) 91035-2935)

Avenida Paulista, 266, centro

Agendamento pelo WhatsApp (11) 94217-1071

Quem pode ser vacinado

De 18 a 58 anos: 2ª e 3ª doses

A partir de 60 anos: 2ª a 4ª dose (após ao menos quatro meses depois da vacinação anterior)

*

Rede pública (grátis)*

Sábado

AMAs/UBSs Integradas

Clique aqui para ver endereços

7h às 19h

Domingo

Avenida Paulista, 52 (tenda)

8h às 16h

Avenida Paulista, 995 (farmácia parceira)

8h às 16h

Parques

8h às 17h

Centro: Parque Buenos Aires;

Sul: Parque Severo Gomes e Independência;

Leste: Parques do Carmo e Ceret.

Norte: Parque da Juventude

Quem pode ser vacinado

​Crianças de 5 a 11 anos: 1ª e 2ª doses

Adolescentes de 12 a 17 anos e adultos até 59 anos: 1ª a 3ª doses

Idosos a partir de 60 anos: 1ª a 4ª doses (após ao menos quatro meses depois da vacinação anterior)

*É preciso levar comprovantes de vacinação e de identidade

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos