Farmácias começam a vacinar contra Covid em São Paulo e Rio

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.03.2022 - Enfermeira prepara vacina da Pifzer, contra a Covid-19, na UBS Dr. Manoel Joaquim Pêra, na Vila Madalena, em São Paulo. (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.03.2022 - Enfermeira prepara vacina da Pifzer, contra a Covid-19, na UBS Dr. Manoel Joaquim Pêra, na Vila Madalena, em São Paulo. (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vacinação privada contra Covid-19 em farmácias começa neste sábado (4) nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Na capital paulista, as doses vão ser aplicadas em duas unidades da Drogaria São Paulo, na avenida Lavandisca, 116, em Moema, na zona sul, e na avenida Paulista, 266, na região central.

No Rio de Janeiro, o imunizante será dado na unidade da Drogaria Pacheco, da mesma rede, na avenida das Américas, 1800, Barra da Tijuca.

A dose custa R$ 229, mas é preciso fazer agendamento --que pode realizado por WhatsApp (veja números abaixo). A vacina aplicada pelas farmácias é da AstraZeneca, importada.

Segundo a rede, a vacina contra o novo coronavírus estará disponível para pessoas com idades entre 18 e 59 anos interessados na segunda ou terceira doses. Assim como na rede pública, quem tem a partir de 60 anos também pode receber a quarta dose, desde que a aplicação anterior tenha acontecido a quatro meses ou mais.

Pelo menos por enquanto, as farmácias não vão permitir a aplicação de quarta dose em pessoas com menos de 60 anos, mesmo que ela indicação médica.

Também como nos postos de saúde, para ser imunizado contra a Covid em farmácias é preciso levar comprovantes de vacinação e de identidade.

Desde a última segunda-feira (30) a vacina contra a Covid-19 pode ser aplicada na rede particular.

O preço da dose custa até R$ 350, segundo a ABCvac (Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas).

Algumas clínicas particulares já estão vacinando contra a Covid ou montando grupos, porque cada frasco tem dez doses, que precisam ser aplicadas em até 48 horas após aberto.

De acordo com a ABCVac, a vacina da rede privada é igual à aplicada na pública, tendo sido importada diretamente da fabricante --apenas as embalagens são diferentes.

A AstraZeneca afirmou que possui cerca de 2 milhões de doses disponíveis para a rede privada, sendo que 1 milhão já sendo distribuída. O restante deve chegar nos próximos meses.

Para quem não quer pagar e está com a vacina contra Covid-19 atrasada, parte da rede municipal de São Paulo abre neste sábado. No domingo (7), há opções de parques públicos.

*

SERVIÇO EM SÃO PAULO

Vacinação em farmácias (paga)*

Avenida Lavandisca, 116, Moema, zona sul

Agendamento pelo WhatsApp (11) 91035-2935)

Avenida Paulista, 266, centro

Agendamento pelo WhatsApp (11) 94217-1071

Quem pode ser vacinado

De 18 a 58 anos: 2ª e 3ª doses A partir de 60 anos: 2ª a 4ª dose (após ao menos quatro meses depois da vacinação anterior)

Rede pública (grátis)*

Sábado

AMAs/UBSs Integradas

Para ver endereços, acesse este site: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/index.php?p=308509

7h às 19h

Domingo

Avenida Paulista, 52 (tenda)

8h às 16h

Avenida Paulista, 995 (farmácia parceira)

8h às 16h

Parques

8h às 17h

Centro: Parque Buenos Aires;

Sul: Parque Severo Gomes e Independência;

Leste: Parques do Carmo e Ceret.

Norte: Parque da Juventude

Quem pode ser vacinado

Crianças de 5 a 11 anos: 1ª e 2ª doses

Adolescentes de 12 a 17 anos e adultos até 59 anos: 1ª a 3ª doses

Idosos a partir de 60 anos: 1ª a 4ª doses (após ao menos quatro meses depois da vacinação anterior)

*É preciso levar comprovantes de vacinação e de identidade

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos