A fascinante descoberta de anel da época romana com imagem de Jesus como ‘bom pastor’

·2 min de leitura
Anel de ouro da época romana com uma pedra preciosa verde esculpida com a figura de um menino pastor carregando uma ovelha nos ombros, encontrado no Mar Mediterrâneo, em Israel (22 de dezembro de 2021)
O anel de ouro foi descrito pela Autoridade de Antiguidades de Israel como um "achado raro e exótico"

"Exótico e raro."

Foi dessa maneira que a Autoridade de Antiguidades de Israel descreveu um anel de ouro da era romana com uma imagem usada pelos primeiros cristãos para simbolizar Jesus. A peça foi encontrada por arqueólogos na costa mediterrânea de Israel.

O órgão informou que a joia tem uma pedra preciosa verde esculpida com a figura de um pastor carregando uma ovelha nos ombros.

Na Bíblia, Jesus se descreve como o "Bom Pastor".

O anel foi um dos itens descobertos em dois naufrágios perto do antigo porto de Cesareia.

Arqueólogo marinho encontra anel de ouro no Mar Mediterrâneo, na costa de Israel
Cargas e restos de seu casco despedaçado foram encontrados espalhados em águas rasas

Os outros tesouros encontrados incluem centenas de moedas romanas de prata e bronze de meados do século 3 e uma grande remessa de moedas de prata do início do século 14.

Os arqueólogos também encontraram figuras da época romana, com o formato de uma águia e um ator de teatro com uma máscara cômica. Além de sinos de bronze feitos para afastar os maus espíritos e um anel com uma pedra preciosa vermelha entalhada com uma lira.

A Autoridade de Antiguidades de Israel disse que os restos dos cascos dos navios e suas cargas foram encontrados espalhados no fundo do mar a uma profundidade de cerca de 4 metros.

Moedas romanas antigas encontradas em um naufrágio no Mar Mediterrâneo estão em exibição nos laboratórios da Autoridade de Antiguidades de Israel em Jerusalém (22 de dezembro de 2021)
O tesouro inclui centenas de moedas romanas de prata e bronze do século 3
Figura da época romana de um artista de teatro com uma máscara cômica e outros artefatos
Uma figura com máscara cômica também foi encontrada

"Os navios provavelmente estavam ancorados nas proximidades e foram destruídos por uma tempestade", disse Jacob Sharvit, da Unidade de Arqueologia Marinha da agência.

Cesareia foi o lar de uma das primeiras comunidades cristãs e, de acordo com o Novo Testamento, foi onde o apóstolo Pedro batizou Cornélio, o Centurião, o primeiro gentio (não judeu, pagão ou estrangeiro) a se converter à fé cristã.

"Este foi o primeiro caso em que um não judeu foi aceito na comunidade cristã", explicou Sharvit. "A partir de então, a religião cristã começou a se espalhar por todo o mundo."

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos