Favela da Rocinha decorada para a estreia do Brasil no Mundial do Qatar

Ruelas da maior favela do Rio de Janeiro, no Brasil, foram decoradas a propósito do Mundial do Qatar. Té as paredes serviram de telas a imagens alusivas ao "escrete", que entra em ação esta quinta-feira, pouco depois de Portugal.

Os residentes vetaram, no entanto, um graffiti alusivo a Neymar devido ao apoio do jogador do Paris Saint-Germain a Jair Bolsonaro e também, por isso, terão reduzido o uso das cores verde e amarelo, promovidas na campanha eleitoral do Presidente em exercício.