Favela do Dendê, na Ilha, tem intenso tiroteio e relatos de invasão de facção rival

·2 min de leitura

RIO — Moradores da comunidade do Dendê, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, relatam um intenso tiroteio na região na tarde desta quinta-feira. Há relatos de que o confronto ocorre após uma tentativa de invasão de uma facção rival a criminosos da região.

São João de Meriti: Duas crianças são feridas em ação da Polícia Civil contra quadrilha de roubo de cargas na Baixada Fluminense

Em nota, a PM confirma que policiais militares de batalhões subordinados ao Comando de Operações Especiais (COE) estão atuando na comunidade do Dendê por conta de confronto entre grupos criminosos rivais. Equipes do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) estão no local. Até o momento, segundo a corporação, não há ocorrências de presos ou feridos.

Nas redes sociais, moradores relatam uma intensa troca de tiros:

"Nossa, que guerra. Ia sair de casa e nem vou mais. Muitos tiros aqui perto do Dendê. Estou com medo", postou uma internauta na web, sendo seguida por outra moradora a Ilha: "Galera do bem e ordeira, evitem os entornos do Morro do Dendê, traficantes de outra facção estariam invadindo a comunidade. Que nenhuma pessoa de bem fique ferida nesse tiroteio", publicou, no Facebook, uma usuária das redes.

Num grupo de moradores da região no Facebook, um vídeo com carros e motocicletas da PM circulando pelas ruas, inclusive na contramão, já soma mais de 200 comentários em menos de uma hora.

A legenda das cenas traz o pedido: "Atenção redobrada". Entre os comentários, a maioria são pedidos para que as pessoas tenham cuidado nas ruas. "Operação rolando, tenham muita atenção, Não fiquem de bobeira. Se puder, fique em casa, se proteja, por favor".

O confronto entre os criminosos ocorreum pouco mais de 3 meses depois do traficante Marcelo Soares de Medeiros, o Marcelo PQD, ex-chefe do tráfico de drogas no Morro do Dendê, ter saído da cadeia em regime aberto por decisão da Justiça. Há dois anos ele foi transferido para o presídio de segurança máxima Laércio da Costa Pelegrino, mais conhecido como Bangu 1, por suspeita de planejar uma invasão ao Morro do Dendê.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos