Fazendeiro colhe abóbora de 1,2 tonelada na Itália e bate recorde: 'gritei até perder a voz'

·2 min de leitura

Um fazendeiro italiano apresentou uma abóbora de 1,2 tonelada que ele colheu num festival perto de Pisa em 21 de setembro e, nesta quinta-feira, teve o recorde de abóbora mais pesada do mundo reconhecido pelo livro dos recordes Guinness. Para se ter uma ideia do quanto é isso, ela pesa mais do que um carro subcompacto ou 17 homens adultos juntos.

“Todo o tempo dedicado ao cultivo, à busca de novas ideias, o tempo gasto me comparando com outros cultivadores, meus sacrifícios e os sacrifícios daqueles que são mais próximos a mim... houve bons momentos, mas também tive 'perrengues'", recordou-se Stefano Cutrupi, morador da comuna de Radda in Chianti, Toscana, ao site do Guinness World Records. “Na hora da pesagem, eu estava de costas para a tela. Quando meus amigos e o público viram o peso, eles me arrastaram para a comemoração. Naquele momento, eu sabia que tinha conseguido. Eu gritei até perder minha voz".

Experiente no ramo há 13 anos, Stefano exibiu o fruto, germinado em março, na 10ª edição do Campionato della Zuccone, em Peccioli, onde foi aprovada por representantes da Comunidade de Abóboras Grandes da região.

"Senti emoções incríveis desde o momento em que vi a abóbora chegar no caminhão. Na verdade, ninguém sabe realmente o peso de uma abóbora até que ela seja certificada na balança, mas vendo o tamanho daquela abóbora e tocando-a, imediatamente senti um arrepio dentro de mim. Tinha que ser o novo recorde mundial! Eu estava convencido disso", afirmou Emanuele Garofano, um dos jurados.

Além de ter saído vitorioso no festival e ter conquistado o recorde mundial, Stefano conseguiu o segundo e o terceiro lugares no concurso com duas outras inscrições pesando 978,99 quilos e 794,51 quilos, respectivamente .

Para Stefano, um dos principais desafios foi enfrentar a temperatura elevada que fez na Itália ao longo do ano.

“O controle do clima é um fator crítico desde a germinação até a colheita. Para permitir que as plantas se expressem da melhor forma, é uma questão de aquecimento, resfriamento, sombreamento, nebulização, rega quando necessário”, explicou o fazendeiro.

Ao citar suas recomendações para quem também deseja cultivar abóboras gigantes, Stefano disse que "não há segredos".

"Como em qualquer outro campo, trata-se de perseguir a meta com método e perseverança", completou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos