Fazendeiro que escondeu Lázaro Barbosa se torna réu

·2 minuto de leitura
Lázaro Barbosa, 32 anos, foi morto com ao menos 38 tiros. Foto: Reprodução
Lázaro Barbosa, 32 anos, foi morto com ao menos 38 tiros. Foto: Reprodução
  • Elmi Caetano deu abrigo e comida para o fugitivo

  • Ele também é acusado de porte ilegal de arma

  • Caseiro que havia sido preso junto teve caso arquivado

Elmi Caetano Evangelista, fazendeiro que supostamente ajudou o assassino Lázaro Barbosa a fugir da polícia, se tornou réu. Além de ajudar o fugitivo, ele também é acusado de posso ilegal de arma. O caso do caseiro Alain Reis, que trabalhava com Elmi, foi arquivado.

Lázaro passou vinte dias fugindo da força-tarefa que tentava capturá-lo depois de ele assassinar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia. Ele morreu em um confronto com agentes de segurança em Águas Lindas de Goiás no dia 28 de junho.

Leia também:

O fazendeiro e o caseiro foram presos no dia 24 de junho em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. O fazendeiro, que está preso, chegou a proibir que a força-tarefa entrasse em sua propriedade para procurar por Lázaro.

No entanto, o depoimento de Alain revelou que Elmi ajudava Lázaro, permitindo que ele dormisse em sua chácara e dando comida a ele. O funcionário afirmou também que não denunciou a presença de Lázaro na chácara no momento de sua prisão pois havia sido ameaçado por ele. O caseiro foi solto após audiência de custódia.

A ajuda do fazendeiro a Lázaro não se limitou a abrigo e comida. Alguns dias antes de sua prisão, ele falou com o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, e deu pistas falsas sobre o paradeiro do fugitivo.

O secretário contou que foi abordado por Elmi na porta de sua fazendo no sábado, dia 19, enquanto acompanhava a força-tarefa em buscas pelas matas da região. Segundo ele, o fazendeiro relatou que Lázaro havia fugido para uma propriedade vizinha. Nesse momento, Elmi abrigava o assassino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos