Fazendeiro solta pitbull em criança indígena, que vai para a UTI após ataque

·1 min de leitura
Ataque aconteceu na região da Aldeia Panambizinho - Foto: Paulo Yuji Takarada/ferias.tur.br
Ataque aconteceu na região da Aldeia Panambizinho - Foto: Paulo Yuji Takarada/ferias.tur.br
  • Fazendeiro soltou propositalmente um pitbull para que atacasse uma criança indígena

  • O garoto ficou gravemente ferido e precisou ser levado à UTI de um hospital

  • Denúncia foi feita pela liderança da etnia Pataxó no Twitter

Mais um caso de violência contra indígenas foi registrado na última segunda-feira (8) na Aldeia Panambizinho, em Mato Grosso do Sul. Um fazendeiro soltou propositalmente um cachorro da raça pitbull sobre uma criança da comunidade Guarani Kaiowá.

O animal atacou o garoto, que ficou gravemente ferido. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Regional de Dourado, onde encontra-se internado na UTI.

A denúncia foi feita por Thyará Pataxó, liderança da etnia Pataxó, por meio do Twitter. Ela publicou uma imagem divulgada pelo Parlamento Indígena do Brasil mostrando a criança ferida e ensanguentada.

“Na manhã dessa segunda-feira, um fazendeiro soltou propositalmente seu pitbull na Aldeia Panambizinho do povo Guarani Kaiowá no MS e o resultado foi esse aí, uma criança gravemente ferida que se encontra na UTI. Todos os dias fazemos denúncias como esta, mas nada é feito”, escreveu.

Novas informações sobre a criança

Coordenadora do Conselho Tutelar Leste, Janine Matos explicou ao site MS Notícias que o caso aconteceu, na verdade, no sábado (6), mas que tomou conhecimento somente na segunda. Ela relatou que o órgão só conseguiria novas informações sobre o estado da criança nesta terça (9).

"Amanhã eu vou lá, porque eles [do hospital] não passam detalhes por telefone. Vou procurar a família para saber se já registraram denúncia e aí saber como está a criança, a idade dela e nome, que nem isso me passaram", contou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos