FBI interrogou ex-advogado de Trump sobre documentos confidenciais, diz fonte

Ex-advogado de Donald Trump na Casa Branca Pat Cipollone

WASHINGTON (Reuters) - O FBI interrogou o ex-advogado de Donald Trump na Casa Branca Pat Cipollone e seu sub no âmbito da investigação sobre documentos confidenciais armazenados na casa do ex-presidente na Flórida, afirmou uma fonte familiarizada com a situação nesta terça-feira.

Não está claro quando Cipollone foi interrogado, embora seu sub, Patrick Philbin, tenha prestado depoimento no início do ano, de acordo com o New York Times, que relatou a notícia mais cedo.

Durante uma busca em 8 de agosto na casa de Trump em Mar-a-Lago, agentes do FBI retiraram documentos sigilosos, incluindo alguns marcados como ultrassecretos, disse o Departamento de Justiça dos EUA.

A busca foi realizada como parte de uma investigação sobre se os documentos foram removidos ilegalmente da Casa Branca depois que Trump deixou o cargo em janeiro de 2021, após sua derrota nas eleições para Joe Biden.

Trump disse que os documentos já haviam sido "tornados públicos" e que foram colocados em "armazenamento seguro".

Um representante de Cipollone e Philbin não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters.