FBI prende procurador mexicano suspeito de narcotráfico

(Arquivo) Fronteira entre México e Estados Unidos

Agentes do FBI detiveram um procurador mexicano sob suspeita de tráfico de drogas, informaram nesta quarta-feira autoridades de México e Estados Unidos.

Edgar Veytia, procurador-geral do estado de Nayarit, foi detido na segunda-feira passada, a pedido de um tribunal do estado de Nova York, que o acusa de envolvimento em uma rede de produção, importação e distribuição de heroína, cocaína, maconha e metanfetaminas nos Estados Unidos.

Segundo a imprensa local, Veytia foi detido na ponte que liga San Diego ao aeroporto de Tijuana.

O governador de Nayarit, Roberto Sandoval, confirmou a detenção: "É uma notícia que não esperávamos. Os detalhes da detenção e as acusações contra o senhor Veytia ainda não são do conhecimento público e compete às autoridades americanas divulgá-los".

A acusação - a qual a AFP teve acesso - afirma que "Veytia, também conhecido como 'Diablo', 'Eepp' e 'Lic veytia', conspirou de forma consciente e intencional para produzir e distribuir substancias controladas, ciente de que tais substâncias foram ilegalmente trazidas aos Estados Unidos".

Veytia é acusado de "conspirar para produzir e distribuir heroína, cocaína, metanfetaminas e maconha; conspirar para importar tais substâncias; e conspirar para sua distribuição".

Nayarit se situa no litoral norte do Pacífico mexicano e faz fronteira com os estados de Jalisco e Sinaloa, onde agem poderosos cartéis das drogas.