FBI usa reconhecimento facial e acha invasor do Capitólio em rede social

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Agentes do FBI chegaram a Stephen a Randolph por meio de ferramenta de reconhecimento facial (Divulgação/FBI)
Agentes do FBI chegaram a Stephen a Randolph por meio de ferramenta de reconhecimento facial (Divulgação/FBI)
  • Suspeito de invadir Capitólio foi encontrado por meio de reconhecimento facial

  • FBI chegou ao Instagram da namorada Stephen Randolph

  • Ele foi preso nessa terça-feira (20)

O FBI (polícia federal norte-americana) usou programas de reconhecimento facial para identificar e prender na última terça-feira (20) um dos suspeitos de participar dos ataques ao Capitólio dos Estados Unidos. Stephen Chase Randolph foi reconhecido por meio do Instagram da namorada. As informações são do Huffington Post.

Leia também:

Randolph teria derrubado um oficial da Polícia do Capitólio, que bateu a cabeça nas escadas e perdeu a consciência. Depois disso, o homem continuou a agredir dois outros, segundo as autoridades federais.

A investigação

A partir de fotos do tumulto e outras compartilhadas por um grupo conhecido como “Sedition Hunters” (os Caçadores de Desordeiros, em tradução livre), o FBI usou uma ferramenta de reconhecimento facial de código aberto. E foi aí que chegou ao perfil do Instagram da namorada de Randolph.

Na foto, ele usava o mesmo boné do dia do ataque ao Capitólio. A partir da conta do Facebook da namorada dele, o FBI achou a conta do Facebook do suspeito e agentes foram até o local de trabalho dele disfarçados em 13 de abril. Eles perguntaram sobre o ataque e ouviram que foi divertido e que “o negócio ficou louco”.