A Febre do Dólar

Os habitantes de Filandia, um município da Colômbia ocidental, emigraram para os Estados Unidos durante décadas à procura do sonho americano. Hoje, graças à forte desvalorização do peso em relação ao dólar, os habitantes estão a construir, a renovar as suas casas e a criar empresas. Tudo com a ajuda das remessas enviadas pelos familiares.

No caso de Leobardo Flores, um padeiro de 55 anos, foi com o dinheiro dos nove irmãos que vivem nos Estados Unidos que pode manter o negócio e enviar os filhos para a escola.

Daniel Hernandez tem uma história parecida. Foi com a ajuda da tia, que emigrou há 40 anos que conseguiu gerir o seu hotel.

Pela primeira vez, um dólar equivale a cerca de 4.500 pesos colombianos. As remessas são uma festa nesta cidade turística, que que tem na praça central uma escultura em homenagem ao migrante, uma das figuras mais respeitadas nesta cidade colombiana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos