FecomercioSP estima queda de 1,6% nas vendas em maio

As vendas do comércio varejista no estado de São Paulo deverão alcançar R$ 83,1 bilhões em maio, com 1,6% a menos do que foi registrado no mesmo mês do ano passado. A previsão, divulgada hoje (6), é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Apesar da queda, de acordo com a entidade, o resultado será o segundo melhor mês das mães desde o início da série histórica da pesquisa, em janeiro de 2008, só perdendo para maio de 2021, quando as vendas atingiram R$ 84,4 bilhões.

“A taxa estimada para este ano pode ser um indicativo de redução no ritmo do consumo. Neste sentido, o fator mais preocupante – e o obstáculo que pode ser decisivo para a manutenção de um ciclo mais aquecido e sustentado de vendas – é a inflação, elemento de maior impacto negativo sobre o poder de compra das famílias, em especial se considerarmos o alto nível de endividamento dos consumidores”, destacou a entidade em nota.

De acordo com a FecomercioSP, dentre os grupos que se destacam no período, apenas as vendas nas lojas de vestuário, tecidos e calçados; e de farmácias e perfumarias tendem a mostrar crescimento em função do Dia das Mães, com altas de 3,2% e 0,6%, respectivamente. Para o faturamento das lojas de eletrodomésticos e eletrônicos, estima-se queda de 17%, enquanto que, para as lojas de móveis e decoração, a redução prevista é 9,7%. Nos supermercados as vendas devem diminuir 2,6%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos