Federer não deve disputar Aberto da Austrália de 2022, diz treinador

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SYDNEY (Reuters) - É improvável que Roger Federer dispute o Aberto da Austrália no ano que vem, mas ele ainda está determinado a retornar ao circuito de tênis em algum momento, de acordo com seu técnico Ivan Ljubicic.

O 20 vezes campeão de Grand Slam está inativo desde a derrota nas quartas de final de Wimbledon, em julho, e foi submetido a outra cirurgia no joelho.

Questionado se Federer estaria de volta para o primeiro torneio do ano em janeiro, o ex-número três do mundo Ljubicic disse que os sinais não são promissores.

"Acredito que há poucas chances, ele ainda está se recuperando, quer ter certeza de que pode jogar para vencer o torneio e estar 100%", disse o croata ao Stats Perform.

"Portanto, acho que o Aberto da Austrália não é uma possibilidade real agora. Mas ele irá passo a passo porque agora está com 40 anos e precisa ser paciente. Ele não consegue se recuperar tão rapidamente como antes."

Federer está empatado com Rafael Nadal e Novak Djokovic no número de títulos de torneios Grand Slam, e os organizadores do Aberto da Austrália esperavam ter os três em Melbourne Park.

Nadal, que também teve problemas com lesões, disse que estará lá, mas Djokovic se recusou a confirmar sua presença até que a Tennis Australia revele os protocolos de saúde para o torneio.

O sérvio, atual número um do mundo, não confirmou se foi vacinado contra Covid-19, um pré-requisito para entrar na Austrália pelas regras atuais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos