Ferdinand Marcos Jr reivindica vitória na eleição presidencial das Filipinas

O filho do falecido ditador Ferdinand Marcos reivindicou vitória na eleição presidencial (AFP/MIKHAEL FLORES) (MIKHAEL FLORES)

O filho do falecido ditador Ferdinand Marcos reivindicou nesta quarta-feira (11) a vitória na eleição presidencial e se comprometeu a ser o governante de "todos os filipinos", anunciou seu porta-voz.

"Ao mundo, ele diz: me julgue não pelos meus ancestrais, mas pelos meus atos", afirmou o porta-voz Vic Rodriguez em um comunicado.

De acordo com os resultados após a apuração de quase todas as urnas, Marcos Jr, conhecido como "Bongbong", recebeu mais de 56% dos votos, mas do que o dobro de sua principal rival, a atual vice-presidente Leni Robredo.

A vitória esmagadora representa a volta da família Marcos ao poder nas Filipinas, 36 anos depois de uma revolta popular que expulsou o clã do poder e a transformou em pária da sociedade.

Marcos prometeu "começar o trabalho" quando tomar posse em 30 de junho e destacou que a economia, os preços, o emprego e a educação serão as prioridades de seu governo.

"Ainda não é oficial, mas sempre fui avisado e devemos ressaltar o fato de que 31 milhões de compatriotas votaram pela unidade", disse Marcos à imprensa na sede de sua campanha em Manila.

O encontro com os jornalistas durou menos de cinco minutos e não foram admitidas perguntas.

A campanha eleitoral de Ferdinand Marcos Jr, de 64 anos, foi marcada pela estratégia de desinformação, que não mencionou as dezenas de milhares de opositores que foram detidos, torturados ou detidos durante a ditadura de seu pai, assim como os milhões de dólares roubados pela família dos cofres públicos.

Perfis simpáticos a Marcos inundaram as redes sociais e levaram muitos filipinos a acreditar que o governo de Marcos pai foi uma era dourada de paz e prosperidade.

Mas Ferdinand Marcos pai deixou as Filipinas na falência, ao mesmo tempo que a ditadura matou, torturou e prendeu dezenas de milhares de opositores.

- O túmulo do pai -

Horas depois da vitória, Marcos Jr visitou o túmulo do pai no Cemitério Nacional dos Heróis em Manila.

Imagens divulgadas nas contas oficiais de Marcos nas redes sociais o mostram cobrindo os olhos, como se estivesse chorando diante da sepultura.

"Esta é uma vitória para todos os filipinos e para a democracia", afirmou Rodriguez no comunicado.

"Aos que votaram em Bongbong, e aos que não votaram, sua promessa é ser o presidente de todos os filipinos, buscar uma área comum nas divisões políticas e trabalhar juntos para unir o país", acrescentou o porta-voz.

Mas a campanha de Bongbong apresentou poucos indícios de como será o governo. Como candidato, ele evitou debates e entrevistas para não correr o risco de dar declarações que poderiam ser usadas contra sua campanha.

Grupos de defesa dos direitos humanos, a Igreja Católica e analistas políticos expressaram temores de que uma vitória por ampla margem poderia estimular Marcos Jr a governar com uma linha dura e a buscar mudanças constitucionais que consolidem seu poder.

Além de Marcos, os eleitores escolheram como vice-presidente Sara Duterte, filha do atual presidente Rodrigo Duterte, com quase 57% dos votos.

O cargo de vice-presidente tem uma votação separada da disputa para a presidência.

A vitória contundente de Marco foi um duro golpe para os seguidores de Leni Robredo, que encararam a eleição como um momento decisivo para a frágil democracia filipina.

Muitos passaram meses viajando pelo país para tentar convencer os eleitores a apoiar a candidata liberal.

Robredo, uma advogada de 57 anos, admitiu uma "grande decepção" com o resultado, mas se comprometeu a prosseguir com a luta contra os governos ruins.

Marcos Jr deve enfrentar uma oposição que poderia galvanizar um forte movimento pró-democracia.

"Eu acredito que eles podem ter a capacidade de controlar os piores instintos da nova administração de Marcos e Duterte", disse o analista político Richard Heydrian.

amj/arb/ssy/mav/juf/pz/es/zm/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos