Feriado de 7 de setembro pode ter chuva de granizo em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os paulistas que planejam aproveitar fora de casa o feriado de 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil, precisarão levar um guarda-chuva na bolsa. De acordo com o Inmet, há previsão de chuvas em todo o estado de São Paulo, assim como a área que abrange desde o norte do Rio Grande do Sul até o sudeste do Mato Grosso do Sul.

As chuvas serão resultado de uma massa de ar quente carregada de umidade que está pairando sobre essa região desde segunda-feira (5). "Isso pode gerar chuva em forma de tempestade, com possibilidade de queda de granizo, rajadas de vento e descargas elétricas", alerta o meteorologista Mamedes Luiz Melo.

Em São Paulo, as chuvas mais intensas devem se concentrar no interior do estado, segundo Thomaz Garcia, meteorologista do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), da prefeitura de São Paulo. "Na capital, haverá chuva intermitente desde a madrugada desta terça [6], variando a intensidade [ao longo do dia]. A temperatura vai ficar entre 14°C e 22°C", diz Garcia.

Segundo o Inmet, toda a área central do Brasil, que engloba o restante da região Centro-Oeste, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e o interior do Norte e Nordeste, deve permanecer com tempo aberto no feriado devido a uma massa de ar seco.

"Na região Norte, entre o Amazonas e Roraima, podem ocorrer algumas chuvas pontuais e no Recôncavo Baiano, chuvas mais fracas em relação aos extremos do país", acrescenta Melo.

POSSIBILIDADE DE NUVENS DE FUMAÇA NO SUDESTE

Segundo a previsão do Metsul Meteorologia, há o risco de um corredor de fumaça de queimadas, vindo da Amazônia, avançar até a região Sudeste nesta quarta (7). "A fumaça vai ser transportada por correntes de vento do Norte para o Centro-Oeste e, depois, norte do Paraná e São Paulo", informa a empresa.

Dados do programa Queimadas, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), apontam que a quantidade de queimadas ocorridas nos quatro primeiros dias deste mês -cerca de 12 mil- representam 72% do que foi registrado em todo o setembro de 2021.