Fernanda Gentil quebra protocolo ao vivo e diz: "Não existe estupro culposo"

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
Apresentadora comentou o caso Mariana Ferrer (Foto: Reprodução/Globo)
Apresentadora comentou o caso Mariana Ferrer (Foto: Reprodução/Globo)

Fernanda Gentil, que está substituindo Fátima Bernardes no ‘Encontro’, interrompeu o programa para falar sobre o caso Mariana Ferrer nesta quarta-feira (4). A jornalista, assim como outros famosos, opinou sobre a absolvição de André de Camargo Aranha e aproveitou para explicar o que é estupro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Vou quebrar o protocolo porque, como mulher, me sinto na obrigação de falar que não existe estupro culposo”, iniciou a apresentadora. “Não tem estupro leve, meio abuso sexual e nem sem querer. Quem faz sempre faz com a intenção de fazer”, completou ela.

Leia também

Mariana Ferrer acusou o empresário André de Camargo Aranha de estuprá-la em 2018. O site ‘The Intercept Brasil’ divulgou que a defesa definiu o ocorrido como “estupro culposo” — ou seja, quando não há intenção de cometer o crime. Ele foi absolvido em setembro deste ano.

No desabafo, Fernanda Gentil falou que o crime não pode ser ignorado e aproveitou para mandar um recado aos telespectadores. “É muito importante a gente falar sobre isso da maneira como tem que ser falado. Quando digo a gente é toda gente mesmo: homens e mulheres. Nós, mulheres, porque emprestar nossa voz para essa causa nos faz mulheres muito mais fortes, sem dúvida nenhuma. E homens, como maridos, pais, irmãos, filhos, tios”, continuou.

Nas redes sociais, a jornalista foi elogiada pelo posicionamento ao vivo.