Fernando Haddad é condenado por crime de caixa dois na eleição municipal

Justiça Eleitoral condena Fernando Haddad por crime de caixa dois na campanha para a prefeitura de São Paulo em 2012 - Foto: Photo by Heuler Andrey / AFP

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Justiça Eleitoral condenou Fernando Haddad por crime de caixa dois na eleição de 2012 para a prefeitura de São Paulo

  • Pena é de quatro anos e seis meses de reclusão, mas cabe recurso do petista

Fernando Haddad, candidato do PT às eleições presidenciais de 2018, foi condenado pela Justiça Eleitoral pelo crime de caixa dois. A sentença foi proferida na última segunda-feira (19). A informação é da jornalista Daniela Lima em seu blog no site da Folha.

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO FLIPBOARD

O juiz Francisco Carlos Inouye Shintate determinou uma pena de "quatro anos e seis meses de reclusão" e multa ao ex-prefeito de São Paulo. Cabe recurso da decisão.

Leia também

Na sentença, o juiz absolve Haddad de outras acusações como formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. O processo nasceu de uma apuração que tentava identificar o uso de recursos da empreiteira UTC em materiais utilizados na campanha eleitoral do petista para a prefeitura de São Paulo em 2012. Na ocasião, Haddad venceu o tucano José Serra, com mais de 55% dos votos válidos.

Outro petista também foi condenado no processo. O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto por lavagem de dinheiro e ocultação de bens. A pena total para Vaccari foi de dez anos de reclusão.

A defesa de Fernando Haddad ainda não se pronunciou sobre a condenação.