Ferrovias ucranianas limitam exportação de alguns alimentos básicos, diz consultoria

·1 min de leitura

KIEV (Reuters) - A companhia ferroviária estatal da Ucrânia restringiu temporariamente o transporte de alguns produtos agrícolas através das fronteiras com Polônia e Romênia, disse a consultoria APK-Inform neste sábado.

Não foram apresentadas as razões para as restrições. A Ucrânia, um grande produtor agrícola, exportava a maior parte de seus produtos através de portos marítimos, mas desde a invasão da Rússia foi forçada a fazer exportação de trem através de sua fronteira ocidental.

A consultoria disse que as restrições na circulação de mercadorias para a Polônia através Yahodyn foram impostas de 16 a 18 de abril.

Há também restrições sobre o transporte de cereais, oleaginosas, grãos e outros produtos alimentares de Izov para as cidades polonesas de Hrubeszew e Slawkov.

De 16 de abril até novo aviso, há restrições sobre a exportação de grãos e sementes para a Romênia através de Dyakovo e Vadul-Siret, disse a consultoria. A empresa ferroviária não comentou o assunto.

O ministro da agricultura do país, Mykola Solskyi, disse esta semana que a principal tarefa do ministério era encontrar formas alternativas de exportação de grãos da Ucrânia. O país tem milhões de toneladas de mercadorias disponíveis para exportação.

Antes da guerra, a Ucrânia exportava até 6 milhões de toneladas de grãos e oleaginosas por mês. Em março, as exportações caíram para 200.000 toneladas.

(Por Pavel Polityuk; Tradução Redação Brasília, 55 11 5047-2695; REUTERS BC)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos