Festa clandestina com mais de 20 lanchas é interrompida em SC

·1 minuto de leitura
PM flagra festa clandestina em lanchas em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis (SC)
PM flagra festa clandestina em lanchas em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis (SC)
  • Uma festa com 23 embarcações foi interrompida em Governador Celso Ramos (SC)

  • Decreto estadual proíbe aglomerações para evitar a propagação do coronavírus

  • Três proprietários de veículos foram autuados e um barco foi apreendido por irregularidades

A Polícia Militar e a Capitania dos Portos interromperam no último sábado (17) uma festa clandestina com 23 embarcações no mar em Governador Celso Ramos (SC). Os participantes infringiram regras estaduais para evitar a propagação do coronavírus, como proibição de aglomerações e eventos sociais.

Segundo reportagem do portal G1, os agentes de segurança foram chamados para verificar uma denúncia de perturbação do sossego e descumprimento de regras do decreto relacionado à pandemia.

Leia também

Quando chegaram ao local da festa clandestina no mar, os policiais encontraram 23 embarcações, incluindo o deck flutuante. Dessas, 15 eram lanchas que estavam encostadas umas nas outras, o que é proibido.

O decreto também limita a ocupação em 50% da capacidade de cada embarcação, o que não estava sendo cumprido por todos os veículos. Os proprietários e marinheiros foram advertidos e precisaram desamarrar os barcos uns dos outros.

Três proprietários de veículos foram autuados e um barco foi apreendido por causa de irregularidades relacionadas à segurança aquaviária.

O organizador do evento vai responder a um termo circunstanciado por perturbação do sossego e por infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

O atual decreto está em vigor até 6h de 26 de abril. A Grande Florianópolis, onde está localizado o município, foi considerada como nível gravíssimo para a Covid-19 no mapa de risco divulgado pelo governo do estado.