‘Festa da Selma’: Entenda a senha bolsonarista usada para planejar atos terroristas

Expressão esteve presente em vários posts de extremistas nas redes sociais

'Festa da Selma': Extremistas invadiram e depredaram sedes dos Três Poderes no último domingo (8) - Foto: REUTERS/Antonio Cascio
'Festa da Selma': Extremistas invadiram e depredaram sedes dos Três Poderes no último domingo (8) - Foto: REUTERS/Antonio Cascio
  • Bolsonaristas radicais usavam o termo "Festa da Selma" para se comunicarem nas redes sociais;

  • Código estava em posts que forneciam detalhes ou faziam convites para os atos do dia 8;

  • Significado tem a ver com expressão usada por militares.

Bolsonaristas radicais que participaram dos atos terroristas no Distrito Federal, no último domingo (8), usavam a expressão “Festa da Selma” para combinarem, nas redes sociais, as últimas etapas para a invasão da Praça dos Três Poderes.

O código estava presente em diversas publicações que forneciam detalhes sobre a manifestaçãoque resultou na depredação do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal (STF).

O que significa “Festa da Selma”?

Conforme apurado pela Agência Pública, “Selma” é uma alusão à Selva, expressão usada por militares brasileiros.

Em alguns casos, a senha criada pelos bolsonaristas vinha acompanhada da hashtag #BrazilianSpring – em português, Primavera Brasileira – em alusão à Primavera Árabe, onda de protestos e revoluções pró democracia que aconteceram em países do Oriente Médio e África. O termo que envolve o Brasil foi cunhado por Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump, logo após a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas.

O código “Festa da Selma” passou a ser usado em larga escala no Twitter a partir do dia 5 de janeiro, três dias antes dos ataques no DF. Segundo a Pública, o perfil que mais divulgou a “Festa” foi o @Vanessasdireita, que fez ao menos 57 posts.

“A festa da Selma hoje vai está bombando. Não param de chegar convidados! Ela pediu para vocês viralizar (sic) esse convite! A entrada é liberada para todos os patriotas do Brasil, tirando crianças e idosos. Vai ser o maior Show de todos os tempos, ñ (sic) fique de fora Felicidades Selma”, dizia o tuíte.

O conteúdo teve mais de 8 mil visualizações e mais de 430 curtidas. De acordo com a ferramenta BotoMeter, o perfil apresentava indícios de automação. Ele não está mais disponível no Twitter.

Outros tuítes sobre a “Festa da Selma”

  • “Compartilhe a localização... festa da “SELMA” vai ficar gigantesca”, escreveu @Vanessasdireita, ao divulgar o mapa com o endereço da Praça dos Três Poderes;

  • “Amanhã. FESTA DA SELMA”, escreveu @AlmirCapellini, com uma imagem que diz “liberdade não se ganha, se toma”.

  • “A festa da Selma não tem dia para terminar. Preparem-se para acampar, cozinhar e usar os banheiros daí. Não arredem o pé!”, escreveu “SianoAker, que fez 41 tuítes com o termo.