Festa lotada e sem autorização é suspensa em clube de praia na zona sul do Rio

CRISTINA CAMARGO
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma festa que promovia aglomeração e não tinha autorização para ser realizada na avenida Niemeyer, zona sul do Rio de Janeiro, foi suspensa na noite desta terça-feira (29) em uma operação conjunta da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e prefeitura. De acordo com informações da Prefeitura do Rio de Janeiro e dos bombeiros, a festa era realizada no Faro Beach Club, um clube à beira-mar que oferece música, gastronomia, bebidas e espaço exclusivo para seus clientes. Além dos policiais e bombeiros, agentes da Guarda Municipal, da Secretaria Municipal de Ordem Pública e do Ivisa (Instituto de Vigilância Sanitária) foram ao local. A festa foi cancelada e o clube multado devido a três infrações, duas gravíssimas (por aglomeração e falta de uso de máscaras) e por falta de licença sanitária. As multas gravíssimas são de aproximadamente R$ 15 mil. De acordo com a prefeitura, a festa não tinha autorização do Ivisa e o responsável será convocado a comparecer no órgão municipal nesta quarta-feira (30). "O Club Faro já tinha sido notificado pelo Ivisa, em novembro, quando também realizou evento sem autorização", informou nota divulgada pela prefeitura. O estabelecimento tem alvará para funcionar como bar, restaurante e clube, mas não para realizar eventos como o que foi suspenso nesta terça. O local pode ser interditado e ter o alvará cassado. A prefeitura ampliou as restrições ao Réveillon diante do aumento das infecções pelo novo coronavírus. O prefeito em exercício, Jorge Felippe (DEM), proibiu qualquer queima de fogos e o uso de aparelhos de som na madrugada do dia 31 para o dia 1º. A festa oficial de Réveillon foi cancelada no meio de dezembro pelo então prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que está em prisão domiciliar --o presidente da Câmara Municipal assumiu a prefeitura porque o vice Fernando Mac Dowell morreu em 2018. A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede SUS - que inclui leitos de unidades municipais, estaduais e federais - no município é de 91%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria é de 85%. Outras festas realizadas em plena pandemia provocam polêmica. Na Costa Verde, no Rio de Janeiro, uma comemoração de Ano-Novo envolvendo o nome do craque de futebol Neymar recebe uma avalanche de críticas e questionamentos. O evento conta com uma organização de luxo e uma lista de convidados famosos. Em Trancoso (BA), a polícia suspendeu festa realizada na casa da cantora Elba Ramalho. A artista não estava no local, pois o imóvel havia sido alugado. Ela declarou estar triste e indignada. O Brasil registrou 1.075 óbitos pelo novo coronavírus e 57.227 casos da doença nas últimas 24 horas. O país, assim, chega a 192.716 óbitos e a 7.564.117 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.