Festa sertaneja termina com dois mortos e um baleado em São Paulo

Show da dupla Hugo e Guilherme em Piracicaba terminou com dois mortos e um baleado, na madrugada deste domingo (20). Foto: Getty Images.
Show da dupla Hugo e Guilherme em Piracicaba terminou com dois mortos e um baleado, na madrugada deste domingo (20). Foto: Getty Images.
  • Tumulto aconteceu durante evento sertanejo, cuja atração principal era o show da dupla Hugo e Guilherme;

  • Sobrevivente teve ferimentos e segue internado em um hospital;

  • Homem responsável pelos disparos não foi identificado.

Uma confusão durante uma festa sertaneja terminou com duas mortes e uma pessoa ferida por disparos de arma de fogo no município de Piracicaba, em São Paulo, na madrugada deste domingo (20).

O tumulto ocorreu em meio à festa “Fervo”, cuja atração principal era o show da dupla Hugo & Guilherme. Segundo o boletim de ocorrência, a confusão começou durante o espetáculo principal.

Uma mulher, de 23 anos, e um homem, de 26, não resistiram aos ferimentos e morreram. Um jovem de 27 anos foi ferido nas regiões da orelha e da têmpora e segue internado em um hospital particular.

O sobrevivente disse que, durante o show, ouviu um barulho e percebeu que tinha sido atingido.

A irmã do jovem que morreu informou que ele tentou intervir em uma briga de casal. Foi quando o autor do crime sacou uma arma e efetuou os disparos. O atirador não foi identificado.

A empresa que organizou o evento, a Burn19Produções, disse por meio de nota que “presta toda a solidariedade às vítimas deste terrível episódio, se colocando à disposição das autoridades, e ainda está aguardando apuração da Polícia Civil e Polícia Militar para poder se posicionar com mais informações do ocorrido."

O empreendimento afirmou ainda que o festival tinha todos os documentos legais, assim como alvará, revista pessoal, seguranças no local e atendimento ambulatorial.

Homicídios aumentaram ou diminuíram em 2022?

De acordo com o índice nacional de homicídios criado pelo g1, o número de assassinatos caiu em 2022.

Nos seis primeiros meses deste ano, foram 20,1 mil assassinatos, representando uma diminuição de 5% em comparação ao mesmo período de 2021.

Contudo, o número continua alto. No primeiro semestre, mais de 111 brasileiros, em média, foram executados por dia.