Festival 'É tudo criança' tem programação de cinema infantil online e gratuita

·1 minuto de leitura

O Festival de Cinema Infantil "É tudo criança" começa sua segunda edição nesta segunda-feira. O evento, totalmente online e gratuito, reúne 41 produções audiovisuais, além de uma programação recheada por cinejornais diários, bate-papos, uma oficina de história em quadrinhos e webinários refletindo sobre ser criança. Dividido em quatro mostras – Infâncias Plurais, Sabiá, Minas Gerais e Criança Faz Cinema –, o festival disponibiliza 39 curtas-metragens em seu site (www.festivaletudocrianca.com.br) até o dia 11.

Além dos filmes, o evento, surgido em Leopoldina, na Zona da Mata mineira, pretende debater sobre as crianças na pandemia, o tratamento deles no audiovisual, suas narrativas preferidas, a ligação do cinema com a educação e a produção audiovisual no processo do ensino à distância. Segundo o curador Arthur Fiel, o evento tem uma variedade de temas e gêneros.

"O que mais me chamou atenção na seleção dos filmes, num primeiro momento, foi a sensibilidade com que as narrativas tratavam as vivências infantis. Temos uma diversidade de infâncias que existem e coexistem no Brasil”, atesta.

A tônica da Mostra Infâncias Plurais é mostrar a diversidade da infância, enquanto a Mostra Criança Faz Cinema reúne curtas criados em contextos educativos. Sabiá, outra mostra, aglutina obras que possibilitam diálogos com a natureza e a Mostra Minas Gerais reflete sobre territórios e um ser mineiro distante de estereótipos.

No dia 11, o "É Tudo Criança" encerra a segunda edição exibindo o inédito “Dentro da caixinha – Segredo de criança”, de Guilherme Reis. O longa musical foi rodado na Zona da Mata e faz sua estreia nacional no evento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos